domingo, 22 de maio de 2016

VEREADOR SAIU EM PERSEGUIÇÃO A FILHO DE JORNALISTA EM ITAPIRAPUÃ

Vereador Adão do Vandão
Uma atitude suspeita e comprometedora que precisa ser devidamente explicada foi a que o vereador Adão do Vandão e seu pai Vandão praticaram quando perseguiram e pararam o carro conduzido por Nilson Nelson e W. O. Pereira do Nascimento por volta das 23h30min horas do dia 21 de maio.

Nilson Nelson foi perseguido, se dirigindo ao Conjunto Edla Pacheco Saad nas proximidades do Destacamento da Polícia Militar na tentativa de despistar os que o perseguinham, quando a camionete S-10 conduzida por Vandão o interceptou. 

Reconhecendo o vereador e seu pai, Nilson Nelson parou tranquilamente, mas se assustou quando o vereador Adão do Vandão tentou abrir à força a porta do seu veículo, não conseguindo porque as portas estavam travadas. Nilson Nelson abriu o vidro e chegou a perguntar se os dois não o estariam reconhecendo, quando o vereador disse que sim, “você é filho do Nilson Almir”. Vandão chegou a tentar sacar de uma arma, de acordo com Nilson Nelson, mas foi impedido verbalmente pelo vereador.

O que torna o fato complicado e merecedor da devida explicação é que Nilson Nelson é filho do jornalista Nilson Almir. O jornalista publicou cerca de três horas antes do ocorrido o artigo “UM MATADOURO NO MEIO DO CAMINHO - NO MEIO DO CAMINHO UM MATADOURO” no blog rallydeboias2016.blogspot.com.br e na sua página nas redes sociais. O artigo trata da reprovação pela Câmara de proposta da prefeitura para demolição dos escombros do antigo matadouro, cuja reprovação contou com o voto do vereador Adão do Vandão.

Nilson Almir explica que “o texto foi meramente jornalístico, sequer menciona o nome de nenhum dos vereadores, não há motivação para agressão ou alguma perseguição, e nem mesmo qualquer tipo de intimidação contra a liberdade de exercício do jornalismo e de expressão”, disse Nilson com indignação, completando que sempre respeitou o vereador e sua família. “Não dá pra aceitar esse tipo de atitude por parte de ninguém, menos ainda por parte de um vereador. Se isso for alguma pressão contra a publicação de algum texto, a situação complica e as providências deverão ser tomadas pelas autoridades já que o ato praticado é grave, atenta contra a liberdade da imprensa”, por isso o caso requer a devida explicação por parte do vereador e de seu genitor.

Nilson Nelson foi até o destacamento da Polícia Militar e narrou o fato lamentável ocorrido. Os policiais saíram à procura do vereador e de seu pai. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário