terça-feira, 31 de janeiro de 2012

São assinados contratos no Programa Jovem Cidadão em Itapirapuã

O Programa Jovem Cidadão da Fundação Pró-Cerrado, a FPC oferece ao jovem com idade de 16 a 18 anos a oportunidade do primeiro emprego como menor aprendiz. 
Contratado e com carteira assinada o jovem aprendiz é inserido no mercado de trabalho com uma jornada diária de quatros horas, quatro dias por semana, sendo que o quinto dia é reservado para o curso onde são ministradas aulas com conteúdo diverso como  preservação ambiental, técnicas administrativa, higiene pessoal, trabalho em equipe, legislação trabalhista e tantos outros temas. 
Para ingressar no programa o jovem precisa estar matriculado e frequentando o ensino regular. O jovem contratado recebe um salário mínimo proporcionalmente à carga horária trabalhada e tem todos os direitos trabalhistas assegurados como férias, FGS e décimo-terceiro salário. 
Foram assinados mais contratos na cidade de Itapirapuã com a presença do Superintendente do Trabalho e Emprego da Secretaria da Cidadania e Trabalho do Governo Estadual, Leonardo Arantes. Os jovens já vinham trabalhando regularmente e aguardavam apenas a assinatura dos contratos. O coordenador do Programa Jovem Cidadão no município, Nilson Almir aproveitou a ocasião para solicitar do Superintendente a liberação de contratos para novos jovens ingressarem no programa, já que a demanda é grande em Itapirapuã.
Fotos: Fabrício Castro


Estrada de acesso ao distrito de Jacilândia está intransitável

A estrada que liga a cidade de Jussara ao Distrito de Jacilândia está praticamente intransitável, totalmente destruída pela ação das chuvas e pela falta de manutenção. São trinta quilômetros de rodovia, a única via de acesso ao distrito que pertence ao município de Itapirapuã, e que chega a ficar interditado, quando chove devido a vários pontos de alagamentos na pista. 
Erosão, perigo na estrada 

Situação ruim da estrada, vários pontos de alagamento

O deputado Doutor Joaquim, conseguiu autorização do governador Marconi Perillo, em reunião no mês de julho do ano passado, para asfaltamento dos primeiros dez quilômetros, partindo da cidade de Jussara, mas esta é uma obra para mais alguns anos, enquanto isso a rodovia não pode ficar abandonada como está, afinal Jacilândia é um distrito importante, com economia forte e que tem mais de mil habitantes, bem mais que alguns municípios, como o município de Anhanguera-GO, por exemplo.
Além dos buracos a sinalização está escondida pelo mato
Essa rodovia é muito movimentada, a todo momento um veículo transita pelo trecho esburacado, com sérios prejuízos pelos estragos causados e também pela demora e desconforto na viagem que demora mais de uma hora entre trancos e solavancos. A população de Jacilândia e também quem transitou por ali não tem outro sentimento para expressar que não seja indignação!
Buracos e erosões na rodovia dificultam a passagem de veículos

A erosão fez grande buracos na rodovia


segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Mais de 2 mil atendimentos no Balcão de Direitos em Itapirapuã

Superintendente do Trabalho, Leonardo Arantes faz abertura oficial do evento em Itapirapuã

Emissão de Carteira de Identidade
A cidade de Itapirapuã recebeu nesta segunda-feira o programa BALCÃO DE DIREITOS da Secretaria de Cidadania e Trabalho do Governo de Goiás realizado no Colégio Estadual Ilidia Maria Perillo Caiado durante todo o dia. Na ocasião foram feitos o total de 2.279 atendimentos a 911 pessoas beneficiadas. Na abertura oficial do programa, na parte da manhã, esteve presente o Superintendente do Trabalho, Sr. Leonardo Arantes que representou no evento o Secretário da Cidadania e Trabalho, Deputado Henrique Arantes. Participaram da abertura lideranças locais, a presidente da Câmara de Vereadores, Ozana Avelino, vereadores Olaércio de Morais e Juninho da Ambulância, o Presidente do Conselho Municipal da Cidadania, Nilson Almir, Zélia Camelo de Oliveira, o ex-prefeito Zacarias, o secretário executivo da Renda Cidadã Roscalino Pereira Lúcio, presidente do Sindipuã Leonardo Garcia, vice-presidente do Sindicato dos Produtores Rurais Sr. José Luiz, presidentes dos partidos, entre outras lideranças e autoridades. 
Corte de cabelo




Na abertura oficial, as autoridades falaram sobre a importância dos beneficios recebidos na cidade e agradeceram ao governador Marconi Perillo pelo evento.
Todos os serviços oferecidos no evento  à população foram gratuitos.





Emissão de Carteira de Trabalho
Entre os benefícios oferecidos, a emissão de carteira de identidades e carteira de trabalho foi os mais procurados porque na cidade não tem esses serviços. Para se conseguir essas documentações as pessoas de Itapirapuã precisam dirigir a Jussara ou outras cidades, o que acaba aumentando os custos. Foi ainda oferecido a emissão de CPF, Passaporte do Idoso, fotos para documentos, corte de cabelo, orientações jurídicas e junto ao INSS, recreação para crianças e adolescentes, cinema, recadastramento do programa Renda Cidadã e Xerox de documentos. 
Reunião com beneficiários do Renda Cidadã
Os beneficiários do Renda Cidadã também participaram de reunião para esclarecimentos sobre o programa, também foram assinados novos contratos do programa Jovem Cidadão.
Recreação


Abertura oficial do evento



sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

ITAPIRAPUÃ: Documentação pessoal e outros serviços oferecidos de graça no Balcão de Direitos


Na segunda-feira, dia 30, o programa BALCÃO DE DIREITOS chega trazendo serviços gratuitos aos moradores da cidade de Itapirapuã, no Colégio Estadual Ilídia Maria Perillo Caiado, das 8 as 16 horas. Entre os atendimentos prestados estão emissão de documentos pessoais como identidade (18 anos acima), CPF (16 anos acima), Carteira de Trabalho (14 anos acima), Passaporte do Idoso, orientação jurídica e do INSS, além de fotocópias e fotos 3x4. Acontecerão também atividades de recreação e cinema para crianças e jovens e corte de cabelo
O Balcão de Direitos fornece documentação civil básica, assistência jurídica e promovendo a cidadania, é uma ação do governo do estado através da Secretaria Estadual de Cidadania e Trabalho.

ASSALTANTES PRESOS EM ITAPIRAPUÃ FIZERAM REFÉNS EM JUSSARA. TRÊS ESTÃO FORAGIDOS COM R$ 120 MIL


Sr. Valterni, vítima do assalto

Uma terça-feira diferente, com assalto a mão armada e seqüestro, marcou as cidades de Jussara e Itapirapuã. Tudo começou as 07h30min horas da manhã do dia 24 quando o Sr. Valterni Braz Pereira, 60 anos, viu a sua casa ser invadida por dois homens desconhecidos e armados, logo após a sua esposa ter saído para o trabalho. Foram rendidos, amordaçados e amarrados ainda o seu filho Júlio César Pereira e a empregada da casa. As vítimas feitas reféns disseram terem vivido dias de terror e desespero, com medo e temendo o pior já que os bandidos apontando armas ameaçavam a todo o momento, inclusive espancando alguns dos reféns. Os assaltantes portavam duas armas de pequeno calibre, sendo um revólver 22 e outra que não pode ser identificada.
AMARRADOS E AMORDAÇADOS
Amarrados com os cordões dos próprios tênis e amordaçados com fita adesiva as vítimas foram trancadas num dos quartos da casa enquanto os ladrões reviravam tudo até encontrarem o cofre da casa. Nesse intervalo Júlio César Pereira conseguiu se desamarrar e fugiu conseguindo chegar à parte externa da casa sem ser visto, mas ao tentar pular o muro para fugir em busca de socorro foi surpreendido por um dos ladrões que, armado, o fez retornar para junto dos outros reféns, onde foi novamente amarrado e amordaçado.
A casa invadida pelos assaltantes
Toda a ação dos bandidos durou menos de uma hora quando juntaram objetos, jóias, roupas, calçados, cheques e dinheiro, levando tudo no carro onde mais dois comparsas os esperavam na parte externa da casa. Os ladrões levaram cerca de R$ 120 mil em dinheiro e R$ 60 mil em cheques, segundo informação do Sr. Valterni Braz Pereira.
Os reféns, todos amarrados num dos quartos ouviram quando os ladrões se retiraram e então mais uma vez Júlio César conseguiu se desamarrar soltou os demais reféns e chamando o vizinho pela janela conseguiram acionar a polícia militar. Pela janela, após se desamarrar Júlio César ainda pode anotar a placa DGL-6961 do veículo Siena 2002, utilizado pelos assaltantes na fuga. Os reféns, assustados pela ação dos bandidos, nada sofreram de mais grave, apesar de alguns sopapos desferidos por um dos assaltantes.
FUGA PARA ITAPIRAPUÃ
Os bandidos em fuga deram de cara com uma barreira da Polícia Militar na entrada da cidade de Itapirapuã onde abandonaram o veículo com os objetos roubados, jogando os cheques num lote baldio e fugindo levando o dinheiro.  Na fuga, já quase entrando num mato próximo à BR-070, a polícia desferiu alguns tiros e com isso conseguiu deter um dos assaltantes. Outros três assaltantes encontram-se foragidos tendo seguido rumo ao Rio vermelho e município de Matrinchã.  Foram recuperados os cheques e os objetos roubados.
OS PRESOS E OS FORAGIDOS
O assaltante preso é José Wilson Alves de Souza, já com passagem pela polícia militar. Na madrugada do dia seguinte foram presos ainda a esposa de um dos foragidos, Thaís da Silva Vieira e o taxista Wilson Das Dores Silva, os dois de Goiânia. Ficou apurado que Thaís e o taxista fazem parte da quadrilha já que vieram para dar fuga aos bandidos.
Três assaltantes encontram-se foragidos até o fechamento da matéria, levando R$ 120 mil reais, e os presos foram autuados, o assaltante por roubo e formação de quadrilha e a esposa e o taxista por formação de quadrilha e todos encontram-se no presídio da cidade de Jussara a disposição do judiciário.

Presidente do Sindipuã lamenta recursos da Prefeitura para impedir pagamento aos servidores



O bloqueio das contas bancárias da Prefeitura de Itapirapuã, em fevereiro de 2011 para seqüestro da importância deR$ 247.017,05 (duzentos e quarenta e sete mil, dezessete reais, cinco centavos) para pagamento de salários devidos e atrasados desde o ano de 2.000 ainda não teve um desfecho definitivo, quase um ano após o ocorrido.

O presidente do SINDIPUÃ, Sr. Leonardo Garcia Ribeiro, que vem acompanhando de perto o andamento do processo na justiça, diz lamentar o fato da prefeitura estar recorrendo da sentença desde a época fazendo com que o pagamento dos salários atrasados devidos há mais de dez anos sejam protelados mais ainda numa clara intenção de fazer com que a “bomba” fique para o próximo mandato, quem sabe para outro prefeito pagar.
A situação é triste porque o recurso está bloqueado, guardado no banco já faz quase um ano. É dinheiro referente a salários que os servidores tem direito de receber, mas o prefeito não reconhece esse direito na medida em que recorre usando todos os meios permitidos pela lei. Uma insensatez já que os servidores não puseram esse dinheiro no bolso, e nem a prefeitura, já que a justiça bloqueou o valor. É uma briga birrenta onde ninguém sai ganhando, e o servidor sai mais prejudicado ainda.
O pior de tudo é que quanto mais demora os valores terão de ser corrigidos quando a ação terminar. O Sindipuã calcula que até agora os valores deverão ser reajustados em pelo menos cem mil reais e, quanto mais demorar, mais reajuste terá de ser feito, o que mostra que essa protelação não é vantagem também para a prefeitura. 

domingo, 22 de janeiro de 2012

Itapirapuã tem Folia de São Sebastião

A entrega da folia.
A folia de São Sebastião foi criada há mais de dez anos pela srª. Maria Alzira do Prado, a Ika, juntamente com alguns foliões que achavam que o santo deveria receber este tipo de adoração e devoção na cidade de Itapirapuã. Inicialmente a folia de São Sebastião começou girar no Bairro São Domingos onde existe uma igreja com o nome do santo e que realiza até festa de novena todo ano, a conhecida "festa da poeira".
Neste ano a Folia de São Sebastião saiu do Assentamento Itapira, girou três dias e teve a entrega na cidade, na casa da srª. Maria Alves da Silva, a dona Maria Marciana, pioneira no setor cidade livre.
Os foliões se preparam para a entrega da folia no setor cidade livre em Itapirapuã
Na entrega da folia, após a cantoria, as rezas e a passagem das coroas para os festeiros do próximo ano, foi servido o jantar para a grande multidão que compareceu. A tradição vai se mantendo. 

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

ITAPIRAPUÃ VAI RECEBER 461 MIL REAIS DE DÍVIDAS DA CELG


Regularizada a situação da Celg, começa agora a busca pelos fatia dosrecursos que os municípios tem para receber. Os prefeitos goianos reclamam que a CELG lhes deve o desconto do ICMS pela prestação do serviço em cada município. Há três anos, a CELG não paga integralmente o imposto ao Estado por conta das dificuldades financeiras. É mais de um bilhão o que a CELG deve ao Coíndice e destes, 374 milhões é parte a ser distribuída aos municípios. Na região do Oeste Goiano o 11º município que mais tem a receber é o de Itapirapuã, o qual tem um crédito de  R$ 461.032,53 (cálculo até 30/11/2011). Além do crédito, muitos municípios também possuem dívidas para com a CELG.
Débito da Celg para com municípios da região em razão do ICMS:
Paraúna – R$ 2.063.418,24
Palmeiras – R$ 2.026.370,71
Caiapônia – R$ 1.636.514,08
Jussara – R$ 1.251.772,28
São Luís de Montes Belos – R$ 1.249.769,20
Anicuns – R$ 1.155.964,49
Iporá – R$ 656.843,46
Piranhas – R$ 612.885,53
Nazário – R$ 523.500,93
Sanclerlandia – R$ 510.942,85
Itapirapuã – R$ 461.032,53
Britânia – R$ 431.416,62
Firminópolis – R$ 397.262,48
Aragarças – R$ 289.755,51

Instituto Cultural Flor do Cerrado mantém Biblioteca “Dona Zica”


Sr. Fernando e Dª. Oréstia Cruz

O hábito da leitura saudável é incentivado em Itapirapuã pelo Instituto Cultural Flor do Cerrado com a manutenção da Biblioteca “Dona Zica” instalada à rua JK, nº 2, num ambiente improvisado na garagem da casa, onde cerca de 3 mil obras, desde o infantil, passando por romances e poesias até grande obras literárias são colocados à disposição da população de forma gratuita. O acervo foi adquirido todo através de doações recebidas tanto de particulares como da ABL – Academia Brasileira de Letras (seccional Goiânia), da Associação de Pracinhas Militares (Goiânia) e outros. O acervo literário ainda está em formação recebendo novas doações, que acontecem diariamente.
A juventude e o público infantil tem sido as maiores clientelas que para obterem o empréstimo do livro escolhido anotam o nome e endereço em livro próprio, fazendo a devolução após cindo dias de leitura. Dona Oréstia Gonçalves Cruz, uma espécie de bibliotecária voluntária diz que na verdade até agora “...as devoluções tem ocorrido mesmo é a critério dos jovens leitores que ficam com os livros pelo período necessário para uma boa leitura” mas que até agora a devolução tem sido feita em 100% não ocorrendo nenhum sumiço de livro.
O presidente do Instituto Cultural Flor do Cerrado, Sr. Fernando Pereira da Cruz entusiasmado com o projeto da biblioteca diz que a divulgação até agora tem sido pequena, mas que a demanda tem sido satisfatória. Outro projeto em fase inicial é o que vai ministrar aulas de vilão gratuitamente em parceria com Sociedade São Vicente de Paula. As inscrições para as aulas de violão estão abertas e são feitas na sede do ICFC à rua JK, nº 2. O início das aulas será comunicado no encerramento das inscrições. Estão previsto ainda aulas com outros instrumentos musicais, dança e canto.
Biblioteca quer incentivar o hábito da leitura
Biblioteca a domicílio
O projeto da Biblioteca “Dona Zica” prevê visitas de voluntários a casas mais distantes na cidade oferecendo sacolas que conterão livros à livre escolha das pessoas visitadas. As sacolas já estão confeccionadas e logo a idéia será colocada em prática como uma forma ousada de incentivo e acesso à leitura da literatura brasileira.
A idealizadora do ICFC, a escritora Carmem Cruz conseguiu integrar de forma extremamente positiva da a família, membros da sociedade itapirapuense, inclusive pioneiros no município, e, autoridades e lideranças municipais. O projeto é ousado e tem um elenco grande de atividades simples e práticas, tanto culturais como ambientais, voltados para a comunidade de Itapirapuã.

Fonte: Jornal do Vale nº 15

REAL PAPEL DAS OPOSIÇÕES


ARTIGO PUBLICADO NO JORNAL DO VALE Nº 15
O papel da oposição é importante e deve ser respeitado ou não é democracia e sim ditadura!

O engraçado quando a gente observa alguém apelando contras às críticas que a oposição faz é que quem hoje é poder e recebe as críticas um dia exerceu esse papel também, o de atirar pedras no telhado de vidro do adversário. Uma verdadeira prática do “eu posso, vocês não”.
ADMINISTRADOR PÚBLICO DEVE SATISFAÇÃO AO POVO
Quem exerce cargo administrativo por vias eletivas, através do voto popular para cuidar dos interesses públicos precisa ter consciência de que “deve satisfação ao povo” e esse povo tem o direito a estas satisfações. Quem achar que é diferente, não dispute cargo eletivo e nem se proponha a cuidar da coisa pública. O que se elege tem a função de administrar e o que perde tem o papel de fiscalizar e cobrar o cumprimento do plano proposto na campanha. As promessas não cumpridas caracterizam estelionato eleitoral. São princípios básicos do regime democrático. Todos são conscientes de eu se não houver o exercício do papel oposicionista a população seria lesada nos seus interesses e nem sequer saberiam já que tudo seria abafado.
A oposição, formada pelos contrários a quem detém o poder, tem papel igual e tão importante quanto aos que comandam. E olhe lá se o papel da oposição não for mais importante. É por temor às críticas e reações da oposição é que o governante procura se melhorar, ou pelo menos errar menos.
A oposição é instrumento vital no regime democrático. A democracia não existiria sem este instrumento, seria ditadura absoluta. Outros instrumentos fazem parte como os órgãos reguladores, fiscalizadores e controladores, o ministério público, e a imprensa. 
OS ATUAIS ADMINISTRADORES EXERCERAM OPOSIÇÃO FERRENHA
No governo federal, em Goiás e em Itapirapuã, quem administra, todos foram oposição, exerceram o direito sagrado de criticar. Quem, sendo morador na cidade por mais de quatro anos, não se recorda desse pessoal, tanto alguns vereadores de situação, o prefeito e alguns membros do executivo e seus correligionários raivosos e agressivos, cheios da razão, “caindo de pau” em cima da administração da época? As críticas foram ferrenhas na Câmara, nas ruas e na política. Ações na justiça, denúncias e todo tipo de instrumentos usados. Agora com papéis invertidos, na situação com o poder nas mãos, sob o véu do “comigo ninguém pode”, se acham intocáveis e donos da razão. Fecham os olhos ao mundo e olhando para os próprios pés consideram infalíveis, julgam-se os melhores da história e impossíveis de falhas, e por isso “incriticável”.
PUXA-SAQUISMO E BAJULAÇÃO CEGA GESTOR FRACO
Pensaram tanto serem intocáveis, e continuam pensando, que sequer perceberam que o tempo passou, a festa acabou e agora chega a hora da onça beber água: precisarão do voto popular novamente ou serão expurgados da mamata pela legislação que prevê o fim do mandato, e contra isso não tem como relutarem. A cegueira foi tanta, a bajulação e puxa-saquismo imperaram de forma tal que agora desesperadamente alguns apaniguados começam entender o quão pequeno ficou a panelinha de amigos, o grupinho que os rodeiam.  É o papel da oposição exercido tão bem por eles que agora é exercido de igual forma por outros, importante, no entanto nas duas épocas distintas, cobrando resultados do mandato que está prestes a passar. É assim que tem de ser e aceito, sem esperneio nem choro, aqui em Itapirapuã pois somos parte integrante da democracia brasileira, por direito.
O GOVERNANTE SÁBIO RESPEITA A OPOSIÇÃO
O governante sábio reconhece e respeita o papel exercido por seus opositores. Sabe que desta miscelânea entre opostos e rivais é que a democracia se equilibra garantindo os direitos coletivos e individuais de uma gente e nação. O sábio norteia na honestidade, transparência e capacidade todas as suas ações e de conseqüência a ação de todos os seus comandados.
O GOVERNANTE QUE NÃO ACEITA CRÍTICAS SE ASSUME CORRUPTO, LADRÃO
O governante desonesto, corrupto e maldoso foge como o diabo da cruz, dos olhares de seus opositores, tem algo a esconder sempre e vai às tapas quando descobrem e ousam revelar seus maus intentos. Suas falhas e erros não podem ser mencionados sob circunstância nenhuma. Vê-se como um semideus, rei de si próprio. Vive rodeado de bajuladores e aceita que ao lhe puxarem os sacos, tapem sua visão sobre a fraqueza nas realizações. Gosta de ser enganado, engana e se auto-engana. Será o grande derrotado amanhã aquele que não sabe absorver os rumores críticos que vem das ruas, ouvidos moucos os impedem de escutar o alerta que a oposição faz quando criticam ações adversas ao gosto popular.
ITAPIRAPUÃ NÃO ACEITA UMA DITADURA
Ditadores governaram assassinando os opositores que existiram ou quiseram existir. A população mundial e local repudia esse tipo de gente. Não se aceita regimes ditatoriais, estão todos caindo, um a um. O povo quer a democracia, o poder emanando do povo e para o povo. O povo busca sempre o direito de ouvir, ver e falar. Censura nunca mais!
Podem o cães pararem de ladrar que já não metem mais medo. Cuidem-se de melhorarem que esta é que é sua obrigação, exerçam bem o seu mandato e respeitem a opinião crítica dos que discordam dos seus atos! É direito discordar e criticar, e devem respeitar isso, queiram ou não!
Por Nilson Almir

“Zé Leréia” denunciou capotamento de veículo por vereadora mas CPI nada resolveu até agora.


Ex-vereador Zé Leréia

O ex-vereador José Geraldo da Silva, o “Zé Leréia”, anda meio desanimado com os rumos dados à CPI instaurada contra a vereadora Beth/PMDB que capotou o veículo Santana da prefeitura no ano passado, e que até agora não foi consertado. O bem público foi danificado com prejuízo causado ao município e nenhuma providência ainda tomada, quando já se passou um ano. “Zé Leréia” ofereceu denúncia por conhecer o fato e sempre presenciar pessoas da sociedade reclamando que ninguém faz nada ante ao abuso de autoridade verificado no caso já que a vereadora capotou o veículo na madrugada do ano novo de 2011 quando voltava da festa da virada dirigindo o veículo. A vereadora não tomou providência para reparar o prejuízo  nem a prefeitura buscou cobrar que a mesma reparasse o prejuízo causado ao município. 
O veículo danificado
Ficou tudo da forma, o dito pelo não dito, uma verdadeira afronta à Lei. Nem a Câmara, onde a CPI parece prestes a terminar em pizza, conseguiu que reparassem o prejuízo, já que a vereadora foi afastada por 90 dias do cargo, continuou recebendo salário e já retornou às suas funções, e tudo continua como sempre esteve, ou seja,nada adiantou a denúncia, para tristeza da população e do autor, o ex-vereador.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Ademir, o “ Barberim” é eleito presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itapirapuã-GO.


Ademir José de Oliveira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itapirapuã

Finalmente o Sindicato dos trabalhadores Rurais de Itapirapuã e Matrinchã elege a sua Diretoria num processo eleitoral bastante tumultuado, que se arrastou desde maio do ano passado quando a primeira eleição realizada foi anulada, passando pela segunda eleição cancelada quando as duas chapas inscritas tiveram os registros negados e terminando agora, dia 15 de janeiro com a realização finalmente da votação. Neste período o sindicato foi administrado por duas Juntas Administrativas, uma por um período de dois meses e outra por três.
O interessante deste embate eleitoral pelo comando do Sindicato é que sempre as duas chapas concorrentes foram encabeçadas pelos mesmos líderes, Ademir José de Oliveira e João Medrado. A Federação dos Trabalhadores da Agricultura no Estado de Goiás – FETAEG esteve presente representada pelo Diretor de Política Sindical, Sr, Vanderlei Ribeiro de Souza, desde o início da primeira eleição até esta em que o processo ficou definido. Representantes sindicais da Cidade de Goiás, Jussara, Anicuns e Sanclerlândia, também acompanharam o pleito que vinha chamando a atenção de toda a região. O presidente do Pólo Regional Rio Vermelho, Sr. Cassimiro Raimundo Garcia foi outra autoridade sindical que esteve acompanhando tudo.
SINDICATO FORTE É META
O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itapirapuã é um dos pioneiros no Estado de Goiás, com forte atuação que vem desde a década de 70, pela reforma agrária e defesa dos direitos dos trabalhadores, daí o interesse pelo comando da entidade pelos dois oponentes, um assentado no Assentamento Tamburil e outro no Assentamento Liberdade. Na história do sindicato grandes líderes atuaram, a exemplo do sindicalista Nilson Manoel da Silva, um dos seus fundadores.
A nova Diretoria já empossada para um mandato de quatro anos tem como presidente Ademir José de Oliveira, que ao falar de seus planos e projetos frente à entidade destaca não ter apresentado proposta diferente na campanha que não fosse unir os trabalhadores em torno da luta dos interesses dos mesmos. Uma Assembléia dos sindicalizados será realizada para que sejam traçados os planos de atuação para a nova diretoria. “... a minha palavra, a que mais será utilizada, será: nós” destaca o presidente Ademir, demonstrando claramente que pretende implantar e realizar uma gestão colegiada no sindicato.
PROJETOS E ATUAÇÃO
Ademir, que também é conhecido como “Barberim”, mostra que mais de 70% da produção nacional de alimentos vem a agricultura familiar e quer buscar mais acesso ao crédito e infra-estrutura para o fortalecimento deste segmento nos município de Itapirapuã e Matrinchã. O Crédito Fundiário, que possibilita a aquisição de terras pelo trabalhador é um grande sonho do presidente que diz lutar para a implantação de novos projetos no município, a exemplo das agrovilas existentes. Esse tipo de projeto fortalece a produção de alimentos, distribuindo renda ao trabalhador. O agricultor tradicional, aquele que tem menos de 180 hectares de terra, vai merecer atenção especial do sindicato agora que será habilitado a fornecer a Declaração de Aptidão para o Pronaf – DAF como forma acesso ao credito e fortalecimento da produção.
O acesso facilitado ao sistema de saúde para o trabalhador será uma das prioridades com parcerias que possibilitem o agendamento via sindicato para consultas e exames, tanto na área médica quanto odontologia.
José Izidoro, ex-presidente e Ademir, presidente eleito e empossado.
O fortalecimento da atuação junto à FETAEG e novas parcerias são metas defendidas, como junto a instituições governamentais e privadas. Uma maior cobrança pela implantação de melhorias e infra-estrutura, como energia, estradas e moradia para os assentamentos como Retiro, Retiro Velho, Liberdade, Boa Vista, Itapira, Tamburil, Arco-íris, Santa Rosa e as agrovilas que juntos somam 414 famílias assentadas, 257 em Itapirapuã e 157 em Matrinchã. A instalação de um escritório de representação do sindicato na cidade de Matrinchã será discutida e apresentada aos associados do município.
NOVA DIRETORIA
A nova diretoria tem como presidente Ademir José de Oliveira, Secretária Neuza Maria Alves, Tesoureiro Vicente Ferreira Matos, e os suplentes Maria N. Luiz Tavares, Sebastião Ferreira da Silva e Santina Pereira R. Ramos. O Conselho Fiscal é composto por José Pimenta dos Reis, Lucilene Apolinário A. Oliveira, João Jerônimo Hilário e os suplentes Aparecido Luciano Arcanjo, Aparecida Maria Dias e Benedito Florentino Teixeira. Votaram 307 trabalhadores e aposentados, a chapa vitoriosa obteve 179 votos, 4 votaram em branco e 124 votaram na chapa liderada por João Medrado. O curioso é que a chapa de Ademir quase que repete os 172 votos da eleição cancelada em maio do ano passado, e a sua vitoria deu-se em cima da redução dos 159 fotos alcançados pela chapa de João Medrado naquela mesma eleição. Houve uma diminuição no número de votantes, que na outra eleição foi de 334 comparecimentos, mais precisamente no eleitorado da chapa perdedora.
O presidente Ademir vai buscar a união dos trabalhadores como forma de fortalecer a instituição, conscientizando da necessidade de presença do trabalhador junto ao sindicato. Entusiasmado com a nova empreitada que tem pela frente, Ademir já começou despachar no seu primeiro dia como presidente na sede do sindicato, recebendo os cumprimentos pela vitória e agradecendo a todos que colaboraram e participaram do pleito que lhe deu a vitória.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Aniversário de Juliano Correia vira encontro de amigos, parentes e políticos.


Juliano Correia (sentado de camisa listrada) rodeado por amigos no aniversário

O produtor rural em Itapirapuã e pré-candidato a vereador Juliano Correia comemorou seu aniversário rodeado por amigos e companheiros no dia 8, em sua propriedade na região da Boa Vista. Por lá passaram parentes e algumas lideranças como o Deputado Cláudio Meirelles, as pré-candidatas a prefeita Tatiana de Jussara e Zélia de Itapirapuã, vereador Juninho da Ambulância, ex-prefeito Zacarias, Nilson Almir, comerciantes, produtores rurais e tantos outros amigos e companheiros.
Zélia (pré-candidata a prefeita de Itapirapuã) e Tatiana (pré-candidata a prefeita de Jussara)
Zélia e Tatiana aproveitaram a oportunidade para falarem sobre a política na região. As duas são pré-candidatas e Itapirapuã e Jussara ao cargo de prefeita nas eleições de 2012. Em Jussara Tatiana terá como adversária a esposa do deputado Doutor Joaquim, dona Maria Amélia. Já em Itapirapuã Zélia lidera deverá ter como adversário o atual prefeito.

ZÉLIA TEM SIDO VÍTIMA DE ATAQUES E BOATOS PELOS ADVERSÁRIOS.
Zélia não pára e é solicitada para comparecer em vários eventos no município, a exemplo do aniversário do Sr. Juliano Correia, mas tem sido vítima de ataques e perseguições com boatos semeados pelos adversários sobre uma possível desistência sua. Esses boatos mentirosos foram publicados em página do Facebook e não tem fundamentos nenhum visto que Zélia vem ganhando cada vez mais o apoio da população e lidera todas as pesquisas realizadas desde abril do ano passado até agora. O pessoal da prefeitura mostra fraqueza e medo ao propagar a mentira da desistência de Zélia, parece temerem mesmo ela como adversária na disputa deste ano. Mais de 11 partidos estão fechados com Zélia, que deverá ter uma chapa de mais de 60 pré-candidatos a vereador, apoio de deputados estaduais e federais, senadores e do governador Marconi Perillo. A oposição está unida e deverá lançar Zélia como candidata na convenção que será realizada em junho deste ano, que é quando na verdade são definidas as candidaturas.

ANIVERSÁRIO TEM SHOW AO VIVO
Show ao vivo com a dupla Goiás e Tocantins, carne assada, cerveja e refrigerantes e muita conversa animada foram a s atrações na tarde daquele domingo. Juliano Correia recebeu a todos esbanjando alegria nos 62 anos feliz pelo grande número de amigos que compareceram. Parabéns Juliano,pelo aniversário, pelo prestígio e pela amizade que mostrou saber cativar!

QUADRILHA VEIO PARA ASSALTAR EM ITAPIRAPUÃ, MAS FOI PRESA NA CIDADE DE GOIÁS


Em mais uma ação da Polícia Militar da Cidade de Goiás, outra quadrilha de assaltantes foi presa na manhã de hoje por volta das 05:00h da madrugada. A prisão ocorreu em uma barreira policial montada na saída de Jussara, e contou com três viaturas policiais, são elas: 3309 composta pelos Cb. Magalhães e Waldisom; 3305 com o Sgto Reis e Sd. Sena e 2240 com o Sgto. Elias e Sd. Loureiro.

Falando à nossa reportagem o Sd. Sena informou que ''quando o veículo em que estavam os elementos se aproximou do trevo da saída para Itapirapuã, ao avistar o bloqueio policial deu meia volta e adentrou em uma estrada de terra, a qual estava cheia de buracos, momento em que foi alcançado pelas viaturas, que ao se aproximar viram que os elementos arremessaram as armas no mato. Após a abordagem fizeram uma varredura nas proximidades e encontraram uma pistola 765 e um revólver calibre 38 e mais 13 munições intactas''. Segundo o policial ''um dos elementos confessou que foram praticar um assalto em Itapirapuã, devido a facilidade que teriam de agir naquela cidade, com informações de um dos elementos que tem parentes que moram na cidade. Como não encontraram nenhum lugar com possibilidade de rendimento no assalto, estavam de volta para Goiânia, e certamente procuravam um local para praticar o crime''.

O rapaz que tem parentes em Itapirapuã era Renato Narciso Brandão - 21 anos, que é um dos quatro integrantes do grupo, e os outros três eram Rafael Fernandes Batista - 20 anos, Wesley Honorato de Oliveira Neto - 21 anos e Jhonny Lopes da Silva - 19 anos, que é o proprietário do veículo em que estavam, um corsa cinza - 2 portas - placa GXW-5903.

De acordo com o Delegado Fábio Meireles, os indivíduos foram enquadrados no crime de porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha, no artigo 14 da lei do desarmamento, e 288 do código penal, e ficarão presos na Cidade de Goiás a disposição da justiça.
Fonte: site do Jornal Classifique da Cidade de Goiás-GO.

sábado, 7 de janeiro de 2012

Devoção e Fé: Folia dos Santos Reis em Itapirapuã-GO


Folia dos Santos Reis é recebida por Mozair e famíla para o almoço.

O dia dos Santos Reis foi marcado pela entrega da tradicional folia de Reis desta vez na residência do Sr. Carlos Roberto Hilário, o Carlão que fez questão de montar uma grande estrutura com palco e tendas para receber o público em Itapirapuã-GO.. Foi um dos grandes eventos deste tipo e também muito bem organizado. Após a chegada dos foliões com as cantorias e rezas, foi servido o jantar seguido de farta sobremesa. A dupla Goiás e Tocantins apresentou sucessos da música sertaneja e o forró teve início e só terminou na madrugada.
O almoço é servido logo após as cantorias e as rezas: a devoção  vem primeiro.
O ALMOÇO
Antecedendo a entrega da folia, o almoço farto foi servido aos foliões e convidados na residência do Sr. Mozair, produtor rural e empresário conhecido na cidade. É costume nas visitas da folia ser servido o almoço e nos pousos o jantar, por conta do anfitrião que o faz cheio de satisfação e alegria por estar recebendo em sua casa a bandeira dos Reis Santos.
CLÁUDIO MEIRELLES PRESTIGIA EVENTO
Representante do município, o Deputado Cláudio Meirelles prestigiou o evento acompanhado pelos vereadores Juninho da Ambulância e Ozana Avelino, além de outras lideranças políticas, como Zélia , Nilson Almir e o ex-prefeito Zacarias. Familiares e amigos do Carlão compareceram lotando o local na rua que foi interditada para a realização da entrega da folia.
O deputado Cláudio Meirelles, pela segunda vez na folia em Itapirapuã  diz “...achar interessante fortalecer esses eventos que fazem parte da tradição cultural e devoção de fé das comunidades goiana”  e sempre pode gosta de prestigiar.
A FOLIA DOS SANTOS REIS
Os foliões saem em peregrinação visitando lares com as cantorias típicas e rezas levando a mensagem dos Três Reis que seguem a estrela do  Oriente rumo ao presépio que simboliza o nascimento do Salvador,  montada no local previamente escolhido no ano anterior quando as coroas foram entregues aos festeiros. A devoção e fé movem as pessoas que fazem promessas e votos durante o ano e que são cumpridos nas folias, seja puxando a folia, acompanhando e até mesmo o curioso caso do voto de silêncio onde a pessoas permanecem junto à folia durante toda a sua realização, que pode durar dias, sem pronuncias uma palavra sequer. Muitos agradecem pelas graças conseguidas.  

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Itapirapuã teve 8 casos notificados de Dengue até novembro 2011

O site da Secretária Estadual de Saúde mostra os casos notificados de dengue nos municípios do oeste goiano com índice ainda alto de Dengue são: Palestina de Goiás, Palmeiras, Bom Jardim de Goiás, Sanclerlândia e Diorama. Itapirapuã é o 26º município na classificação com 8 casos notificados. Boletim da Secretaria da Saúde do Estado de Goiás divulgado em junho de 2011 noticia 1 caso de óbito suspeito de dengue tendo Itapirapuã como município de residência, num total de 50 óbitos em todo o Estado.
Veja onde mais houve notificações nas 45 semanas que antecederam o dia 12 de novembro/2011:
Classificação levando em conta a proporção populacional:
1º Palestina de Goias - 74 notificações
2º Palmeiras de Goias - 263 notificações
3º Bom Jardim de Goias - 86 notificações
4º Aragarças - 155 notificações
5º Sanclerlândia - 47 notificações
6º Diorama - 11 notificações
7º Firminópolis - 40 notificações
8º São Luis de Montes Belos - 102 notificações
9º Santa Bárbara de Goiás - 18 notificações
10º Baliza - 11 notificações
11º Turvânia - 14 notificações
12º Iporá - 90 notificações
13º Palminópolis - 9 notificações
14º Doverlândia - 18 notificações
15º Jussara - 41 notificações
16º Paraúna - 21 notificações
17º Aurilândia - 7 notificações
18º Anicuns - 34 notificações
19º Adelândia - 4 notificações
20º Buriti de Goias - 4 notificações
21º Cachoeira de Goias - 2 notificações
22º Arenópolis - 4 notificações
23º São João da Paraúna - 2 notificações
24º Ivolândia - 3 notificações
25º Montes Claros de Goiás - 9 notificações
26º Itapirapuã - 8 notificações
27º Novo Brasil -3 notificações
28º Córrego do Ouro - 2 notificações
29º Caiapônia - 12 notificações
30º Israelândia - 2 notificações
31º Matrinchã - 3 notificações
32º Jandaia - 3 notificações
33º Aruanã -3 notificações
34º Britânia - 2 notificações
35º Jaupaci - 1 notificação
36º Amorinópolis - 1 notificação
37º Nazário - 2 notificações
38º Santa Fé de Goias - 1 notificação
39º Moiporá - 0 notificação
40º Fazenda Nova - 0 notificação

Itapirapuã tem 16,6% de analfabetismo, diz IBGE. É o quarto pior índice da região!


Conforme dados do Censo do IBGE de 2010, 16,6% dos itapirapuenses são analfabetos. O índice está bem acima da média nacional, quase o dobro, que é de 9,6%. São considerados analfabetos os que tem 15 anos ou mais e não sabem ler ou escrever. Itapirapuã só está na frente de três municípios: Amorinópolis. Matrinchã e Baliza, numa lista de quarenta e dois municípios do oeste goiano. O menor índice é da cidade de Aragarças com 9,1%, abaixo da média nacional.




Os maiores índices de analfabetismo da região:
1º Amorinópolis - 18,1%
2º Matrinchã - 17,5%
3º Baliza - 17,4%
4º Itapirapuã - 16,6%
5º Bom Jardim de Goiás - 16,4%

Os menores índices de analfabetismo da região:
1º Aragarças - 9,1%
2º Palestina de Goiás - 9,2%
3º São Luís de Montes Belos - 9,7%
Palmeiras de Goiás - 9,7%
e São Luís de Montes Belos - 9,7%



Veja qual percentual de analfabetismo das outras cidades:

Adelândia - 14,7%
Amorinópolis - 18,1%
Anicuns –10,4%
Arenópolis - 15,6%
Aragarças - 9,1%
Aruanã - 12,7%
Aurilândia - 15,3%
Baliza - 17,4%
Bom Jardim de Goiás - 16,4%
Britânia - 15,5%
Buriti de Goiás - 13,8%
Cachoeira de Goiás - 14,3%
Caiapônia - 14,8%
Córrego do Ouro - 11,2%
Diorama - 12,8%
Doverlândia - 15,0%
Fazenda Nova - 15,0%
Firminópolis - 10,8%
Iporá - 11,9%
Israelândia - 13,1%
Itapirapuã - 16,6%
Ivolândia - 14,0%
Jandaia - 13,3%
Jaupaci - 16,4%
Jussara - 12,5%
Matrinchã - 17,5%
Moiporá - 15,6%
Montes Claros de Goiás - 11,7%
Mossâmedes - 14,7%
Nazário - 14,6%
Novo Brasil - 12,2%
Palestina de Goiás - 9,2%
Palmeiras de Goiás - 9,7%
Palminópolis - 13,0%
Paraúna - 11,7%
Piranhas - 14,6%
Sanclerlândia - 10,4%
Santa Bárbara de Goiás - 12,8%
Santa Fé de Goiás - 12,9%
São João da Paraúna - 12,2%
São Luís de Montes Belos - 9,7%
Turvânia - 12,3%

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O Antigo Casarão dos Correios Pode Cair!

Um marco histórico de Itapirapuã, o único talvez, está prestes a ruir, pode desmoronar levando aos chãos traços deixados ainda no século XIX pelos pioneiros na construção da linha de telégrafo projetada para ligar Minas Gerais a Mato Grosso. Registros históricos sobre a fundação de Itapirapuã narram a construção da primeira Estação Telegráfica com a nomeação pelo Governo Federal, em 1891, do Capitão de Engenharia Raimundo Ewerton Quadros, sucedido depois, em 1907, pelo desbravador e sertanista o então Capitão Cândido Mariano da Silva Rondon, depois, Marechal Rondon. A casa antiga dos correios foi onde funcionou essa estação de telégrafo. Trata-se de uma construção centenária, no estilo colonial, toda firmada em esteio e paredes de barro prensado.

Casarão está localizado no centro da cidade, ao lado dos Correios
A agência dos Correios funcionou na casa ainda até cerca de trinta anos atrás, com a construção da nova agência ela serviu de moradia para os seus servidores até a pouco mais de quinze anos, mas depois abandonada e sob a forte ação das chuvas, não está resistindo e está desmoronando. Ao longo dos anos não tem sido dispensado nenhuma manutenção o que fez com que a casa se transformasse numa verdadeira tapera. Uma parede já caiu e outras estão rachando e tombando, necessitando de escoras e amarras conforme providenciou a prefeitura municipal.

Parte da casa já desmoronou
Em 1995 um grupo ligado à Casarti, Associação Casa do Artista Itapirapuense, procurou a superintendência dos Correios em Goiânia tentando uma forma de preservação daquele valioso patrimônio histórico. Outros grupos, inclusive o próprio município também tem tentado ao longo dos anos meios de conseguir dos Correios a restauração da casa. 


PATRIMÔNIO HISTÓRICO PERTENCE À PREFEITURA

Agora os Correios esclarece que “na verdade esse imóvel , Casarão centenário estilo colonial não nos pertence mais. Desde julho/2007 foi feita a doação para o município de Itapirapuã e lavrado documento no cartório do registro de imóveis de Itapirapuã, Livro 57 folhas 159/162 e baixado do patrimônio da ECT. Sobre os riscos que corre hoje esse imóvel, solicitamos especial gentileza em formalizar solicitação junto a Prefeitura Municipal de Itapirapuã-GO. Agradecemos seu contato e nos colocamos à inteira disposição através desse canal ou ainda em visita à nossa gerência de Administração dos Correios. Endereço: Rua são Paulo s/n, Complexo Correios, Bloco B, Aparecida de Goiânia e pelos telefones 3226-2154, 3226-2196.”


Amarras e escoras improvisadas: tentativa de evitar o pior.
No ano passado o Senador Demóstenes Torres direcionou emenda parlamentar no Orçamento da União, no valor de 100 mil reais para serem usados pelo município através de convênio para a restauração do casarão, inclusive visitando a cidade e anunciando o fato, mas até agora nada!
A cidade vê com preocupação o que está acontecendo e espera da Prefeitura Municipal, de quem na verdade é a responsabilidade, providências que evitem a perda de tão valioso patrimônio histórico, até porque ela situa-se exatamente ao lado da atual agência dos Correios, bem na praça central da cidade e é um cartão postal importante.
A prefeitura colocou umas escoras e amarras, feitas com vigotas, como uma forma paliativa, para segurar um monumento histórico e evitar a sua queda. Vamos ver até onde agüentam e também até onde providências definitivas serão adotadas. Itapirapuã é que não pode ficar no prejuízo!

domingo, 1 de janeiro de 2012

Entrevista do Vereador Benedito Rangel para o Jornal do Vale.

PROMESSAS NÃO CUMPRIDAS
Por três anos o vereador Benedito Rangel, manteve silêncio sobre a administração do município de Itapirapuã. Esperava que o prefeito cumprisse pelo menos 1/3 do que prometeu em campanha. Hoje, o vereador faz parte de uma maioria entristecida e revoltada com o que acontece na cidade e no campo. O DESCASO e a má administração atingiram todos os setores. 


Benedito Rangel, advogado, contador, 3 vezes vereador pelo DEM de Itapirapuã
CALAMIDADE E CASO DE POLÍCIA NA ÁREA DA SAÚDE
Na saúde é entristecedor, revoltante e vergonhoso o que acontece. O HOSPITAL MUNICIPAL marco relevante nas administrações dos prefeitos PAULO SAAD que com dificuldades o construiu e que por ZACARIAS foi ampliado e reformado, propiciando a população um atendimento de qualidade, está hoje na administração do prefeito ERIVALDO, transformado em depósito de veículos e maquinários inservíveis ( ferro velho). No pátio em frente ao hospital as poças d’água lembram que o município realmente está oferecido para a proliferação da dengue. A estrutura física é de escandalizar a quem ali adentra em busca de socorro a saúde. O mofo nos quartos, enfermarias, salas de cirurgia e em todas as dependências é visível. Em resumo o vereador analisa a saúde em Itapirapuã como VERGONHOSA, DE CALAMIDADE PÚBLICA E COMO CASO DE POLÍCIA.


O Transporte escolar é dos piores. Os veículos usados no transporte, praticamente todos terceirizados, são de péssimas conservações. Os alunos estão em constante perigo de vida. Os pais e responsáveis por eles, não podem ter tranqüilidade quanto às suas seguranças. O Valor gasto nas contratações dos veículos, daria para que fossem adquiridos veículos próprios e novos. 


ALUGUEL DE PATROL A 170 MIL REAIS
Na conservação das estradas o município demonstra incompetência... A única PATROL em atividade é terceirizada, sendo pago pelo contrato para o período de maio a dezembro o valor acima de R$. 170.000,00, o que daria para adquirir duas máquinas como a contratada. Dinheiro gasto com a recuperação de uma Pá Mecânica, em torno de R$. 70.000,00, foi jogado fora tendo em vista que a máquina se encontra em estaleiro, sem poder ser usada no trabalho... Estamos no inicio das chuvas e já é sentido a má conservação das estradas. 


O Futuro é preocupante. O descaso ao produtor rural é visível. O administrador sequer preocupa com a arrecadação do município, já que os funcionários a disposição da Agenfa Estadual, ali comparecem quando desejam. Não cumprem horários, o que obriga os produtores rurais a deslocarem até o município de Jussara para emitirem Notas Fiscais de Produtores. 


BURACOS NAS RUAS E PÉSSIMA ILUMINAÇÃO
No perímetro urbano o mato toma conta das ruas e passeios. A iluminação é de péssima qualidade. As ruas, na maioria, esburacadas, algumas praticamente intransitáveis, cheias lixo até nas calçadas e em toda parte, fazem o cidadão se sentir desprezado pelo poder público. Finaliza o vereador Benedito Rangel, dizendo que infelizmente o município de Itapirapuã, tanto na Zona Rural quanto na Zona Urbana está sendo vítima de uma administração irresponsável, sem qualquer escrúpulo que atrapalha seu desenvolvimento. 


JORNAL DO VALE, buscou esclarecimentos por parte do vereador, o que resultou na seguinte entrevista: 


Jornal do Vale: Vereador Benedito Rangel, pelo que consta a oposição na Câmara Municipal ao prefeito do Município, é maioria. Não tem essa maioria força para coibir os abusos denunciados?
Vereador Rangel : Sim. E nós temos feito muito nesse sentido, inclusive instalando uma CPI contra o Prefeito, o que o levou a julgamento pela Câmara, sendo tido como culpado por 5 votos conta 4. 


Jornal do Vale: Então se tido como culpado, não teria ele de ser cassado? 
Ver Rangel: Sim, mas para isso seria necessário que 2/3, o que representa 6 vereadores, votassem por sua cassação. Somente 5 não conseguiram fazer a verdadeira justiça. 


Jornal do Vale: Então o trabalho da CPI não rendeu o efeito necessário e esperado? 
Ver Rangel: Rendeu. Não conseguimos cassar o prefeito, mas enviamos cópia do relatório, de documentos e provas apuradas ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás, que, certamente, tomarão as providências cabíveis. 


Jornal do Vale: A oposição ao prefeito sempre foi maioria na Câmara? 
Ver. Rangel: Não somente a partir de janeiro de 2011, passamos a ser maioria com a vinda da Vereadora Ozana para o lado da verdade e da luta pro - Itapirapuã. 


Jornal do Vale: No ano de 2011 a Câmara Fiscalizou as contas da prefeitura? 
Ver. Rangel: Sim, estamos fiscalizando e levantando todos os gastos através de conferência de documentos. 


Jornal do Vale: Qual o balanço nesta área? 
Ver. Rangel: Somos sabedores de que muito trabalho teremos. Os gastos no consumo e combustíveis, peças e acessórios, os valores de contratos de veículos, os valores de contratos de maquinários, os valores de obras empreitadas, os valores gastos com medicamentos, com contratação de profissionais liberais, deixam dúvidas quanto a legalidade, demonstrando possibilidades de ilegalidades. 


Jornal do Vale: Em relação aos trabalhos da Câmara em 2011, ajudou ou atrapalhou o município? 
Ver. Rangel : A Câmara ajudou em muito a administração municipal, sempre aprovou os projetos de Leis encaminhadas pelo Chefe do Poder Executivo, melhorando-os inclusive. 


Jornal do Vale: A Câmara esteve reunida extraordinariamente no mês de dezembro? 
Ver. Rangel: Três projetos foram pauta da reunião extraordinária. Um que trata do quadro pessoal dos servidores do município, que por solicitação da bancada oposicionista foi retirado de Paula para ser votado após audiência com os funcionários do município. Aí, veremos qual decisão a ser tomada. Se reprovado o projeto, se aprovado como está ou com emendas. Mas posso afirmar que somente será aprovado o melhor para os funcionários. Outro projeto é autorizando o município a contrair dívida para aquisição de veículos para o transporte escolar. Foi aprovado por unanimidade, como também foi aprovado o projeto que autoriza doação de lote urbano a cidadão de Itapirapuã. 


Jornal do Vale: Qual sua avaliação como o governo estadual vem tratando Itapirapuã, politicamente e administrativamente? 
Ver. Rangel: Nós ao garantir Vitória na Eleição do governador Marconi, foi com o pensamento de que Itapirapuã receberia urgentemente vários benefícios. Mas até hoje nada saiu do papel: A Ponte sobre o Rio Itapirapuã, embora seja uma promessa do Governador em tê-la como prioridade, até o momento é só projeto. Órgãos Públicos como a Agenfa e Agencia Rural estão sem funcionários para atender a população. Assim, não merece aplausos a atuação do governo em nosso município, mas esperamos que esta situação seja revertida em pouco espaço de tempo. 


Jornal do Vale: Como o Sr vê as alterações que estão sendo feitas na Av. São João, que inclusive, é onde o Sr. mora? 
Ver. Rangel: Sinceramente. O prefeito tem feito verdadeiro alarde com a prometida iluminação das Avenidas José Branco, Joaquim Pimenta e São João. Não vejo nenhum melhoramento na iluminação pública dessas avenidas. As fiações e poste já existentes nas avenidas continuarão a existir. A iluminação central será somente mais postes a serem instalados nos canteiros centrais das avenidas. Isso, impôs em sacrificar as árvores existentes, o que contraria em muito todos os morados dessas avenidas. E mais, até hoje foram instalados na Av. José Branco, quatro postes que depois foram retirados e outros assentados posteriormente, causando despesas inúteis ao município. É esperar para ver. 


Jornal do Vale: Quais suas expectativas para o trabalho na Câmara Municipal para 2012? 
 Ver. Rangel: A expectativa é que seja realizado um trabalho responsável, honesto, com a Câmara cumprindo com seu papel, fiscalizando com seriedade os atos praticados pela administração municipal. 


Jornal do Vale: O Sr já está no seu terceiro mandato como vereador, já em um projeto político para as eleições de 2012? 
Ver. Rangel: Sou vereador pelo DEMOCRATAS, partido que tem o Vice-Governador, o Senador Demóstenes Torres, o Deputado federal Ronaldo Caiado e que apoiou aqui em Itapirapuã o Deputado Dr. Joaquim, o que nos autoriza a pleitear participação na Chapa Majoritária que concorrerá as eleições em 2.012. No partido temos nomes de peso para disputarem as eleições, tanto participando da chapa majoritária quanto na proporcional. Mas o momento é de cautela. Vamos esperar o desenrolar dos acontecimentos para , então, posicionarmos em definitivo quanto nossa participação no pleito eleitoral. Só posso garantir, que como vereador, não serei candidato a reeleição. 


Jornal do Vale: Dentre os possíveis candidatos que estão veiculados em nossa sociedade, qual a tendência do senhor em apoiar? 
Ver. Rangel: Sou homem de partido. O meu apoio será o que for definido pelo DEMOCRATAS. Mas no atual quadro político o nome que desponta como possível candidata a prefeita é o da ZÉLIA, que goza de nosso respeito e simpatia por ser uma pessoa íntegra, responsável e honesta que já provou ser competente no trato da coisa pública. 


Jornal do Vale: O senhor não sendo candidato a vereador, quais os prováveis candidatos que serão apresentados a população pelo DEMOCRATAS? 
Ver. Rangel: São vários, mas dentre eles posso citar como prováveis candidatos o Carlos Eduardo ( Kadu); o Dr. José Carlos ( Dr. Carlinhos ); o Pastor Geraldo Bianchi; Juliano Correia Pedroso e José Geraldo da Silva. 


Jornal do Vale: Terminando, vereador, o que o senhor tem a dizer a população de Itapirapuã?
Ver Rangel: Em primeiro lugar desejar a todos um ano de 2012, cheio de realizações e que todos sejam abençoados pelo CRIADOR. Em segundo lugar, dizer a população de Itapirapuã que como vereador sou um empregado do povo, e como tal, serei um empregado responsável, coerente com meus compromissos e tudo farei para não decepcionar a população. Serei, ainda que com sacrifício um guardião da Lei e dos bons costumes.
Fonte: Jornal do Vale, edição nº 14.